A Escola e o Aluno
Relações entre o sujeito-aluno e
o sujeito
-professor

Angela Rizzo Fiúzza
Celia Maria Haas
Ecleide Cunico Furlanetto
Edileine Vieira Machado
Edison da Matta
Elizabeth Braga Panetta
Haydée Diva Traldi Meneses
Isilda das Neves Palumbo
Ivani Catarina Arantes Fazenda
Jair Militão da Silva
Janeide Aparecida Oliveira Silva
João Gualberto de Carvalho Meneses
Laís dos Santos Pinto Trindade
Lisienne de Moraes Navarro Gonçalves Silva
Luiz Aurélio Chamlian
Marco Aurélio Zanotte
Maria Cleusa de Souza
Marli Alves da Silva Duran
Oswaldo Luís Mori
Potiguara Acácio Pereira
Roberta Maria Bueno Bocchi
Roseane Ferreira da Silva Tramarin
Roseli Aparecida de Andrade Matos Moreira
Sylvia Helena Souza da Silva Batista

 

Na formação do docente, a preocupação com o ensino transcende a disciplinarização dos conteúdos programáticos. O sujeito-aluno, envolvendo-se com o sujeito-professor, elabora e compartilha vivências.

As ações acontecem num espaço em que há vida. A escola é o lugar onde os sujeitos da realidade convivem. Ela possui regras e normatiza a organização das atividades. É o lugar da construção da autonomia. Por isso, é preciso entender a dinâmica das trocas, da atuação individual e coletiva neste espaço que também é interdisciplinar. Lugar de sujeitos e de suas ações.

Reconhecendo as possibilidades de contribuição, cada sujeito pode ampliar sua capacidade de intervenção na realidade.

Nas muitas atividades – pensadas ou praticadas – consideramse as dificuldades (restritivas, porém, não impeditivas) e as necessidades, com vistas à superação das limitações próprias da falta de acolhimento adequado.

Este livro focaliza o lugar. Ao contextualizá-lo, lança luz sobre a construção de sujeitos: sujeitos-professores e sujeitos-alunos.

Sumário

PARTE I

1 Pedagogia do Sujeito 19
Potiguara Acácio Pereira

Referências 29

2 Sujeitos, Aprendizagem e Experiência 33
Ecleide Cunico Furlanetto
Roseane Ferreira da Silva Tramarin
Laís dos Santos Pinto Trindade
Lisienne de Moraes Navarro Gonçalves Silva
Isilda das Neves Palumbo

2.1 A Educação diante do inesperado 34

2.2 Tomando as palavras 36

2.3 A experiência como possibilidade de aprender 38

Referências 42

3 O Lugar da Busca e a Busca do Lugar do Aluno
na Interdisciplinaridade 43

Ivani Catarina Arantes Fazenda
Haydée Diva Traldi Meneses
Roseli Aparecida de Andrade Matos Moreira

3.1 Desvelando o cotidiano para compreender a adolescência 44

3.2 Resgatando a memória 45

Referências 50

4 A Autoformação no Processo Ensino-Aprendizagem:
uma Experiência Formativa em Foco 51

Sylvia Helena Souza da Silva Batista
Janeide Aparecida Oliveira Silva
Edison da Matta
Marco Aurélio Zanotte

4.1 Alguns pontos de partida 51

4.2 O itinerário percorrido 52

4.3 Do vivido aos movimentos de teorização: um olhar problematizador sobre a autoformação 55

Referências 59

PARTE II

5 O Lugar do Aluno na Escola 63
João Gualberto de Carvalho Meneses

5.1 Preliminares 63

5.2 Qual escola? 64

5.2.1 A escola como agência social do ensino: a criança, o adolescente
e o jovem que estudam 64

5.2.2 O aluno na estrutura didática do Sistema Nacional de Ensino 64

5.3 O lugar do aluno na escola 67

5.3.1 A escola como edifício escolar: os diversos locais dos alunos 67

5.3.2 O aluno na sala de aula: do preceptorado ao ensino coletivo
e à classe 68

5.4 A escola como grupo social: o lugar dos alunos dos grupos 69

5.4.1 Como os alunos se juntam (e se afastam): formas
de agrupamento 69

5.4.2 Crianças e adolescentes: os grupos de idade 70

5.4.3 Meninos e meninas: os grupos de gênero 71

5.4.4 Os grêmios estudantis: os grupos associativos na escola 72

5.4.5 Comunidade e renda: reflexos nos grupos do “status social” do aluno 73

5.4.6 As séries e as classes: os grupos de ensino 74

5.5 O que mantém a coesão dos grupos de alunos 75

5.5.1 Os mecanismos de coesão grupal na escola 75

5.5.2 Como influenciar pessoas: alunos líderes e liderados 75

5.5.3 Como se espera que os alunos se comportem 76

5.5.4 As punições pelos desvios de conduta 77

5.5.4.1 Sanções administrativas 78

5.5.4.2 Sanções pedagógicas 78

5.5.4.3 Sanções grupais 78

5.5.5 Os sistemas simbólicos da escola 79

5.6 Conclusão 79

Referências 80

6 Demandas do Aluno no Projeto Pedagógico 83
Jair Militão da Silva
Angela Rizzo Fiúza
Marli Alves da Silva Duran
Roberta Maria Bueno Bocchi

6.1 A voz do aluno no projeto político-pedagógico da escola 90

6.2 Conhecendo a realidade do aluno 94

6.2.1 Comparando a construção do projeto político-pedagógico de uma
escola com a criação de uma grife de moda de uma determinada
comunidade 96

6.3 Demandas do aluno no projeto pedagógico da escola 98

Referências 102

7 Planejamento das Práticas Pedagógicas a partir do Sujeito103
Celia Maria Haas
Maria Cleusa de Souza
Elizabeth Braga Panetta
Oswaldo Luís Mori

7.1 Primeira reflexão: apresentação 103

7.2 Segunda reflexão: os sentidos e seus significados 104

7.3 Terceira reflexão: o planejamento e a prática docente interdisciplinar 109

7.4 Quarta reflexão: planejamento das ações pedagógicas a partir
do sujeito – conceitos e práticas 113

7.5 Quinta reflexão: planejamento das práticas pedagógicas a partir
do sujeito e a dinâmica de uma dança, como proposta intermediadora para reflexões 117

7.6 Sexta reflexão: planejar é importante 120

Referências 121

8 Inclusão e Cidadania: Possibilidade e Prática123
Edileine Vieira Machado
Luiz Aurélio Chamlian

Referências 132

 

Título: A Escola e o Aluno – Relações entre o sujeito-aluno e o sujeito-professor
Quantidade de Páginas:
136
Preço:
R$ 48,00
Formato:
16 x 23 cm
ISBN:
978-85-89311-52-6

Todos os direitos reservados © Editora Avercamp Design e Desenvolvimento: www.lummi.com.br Política de Privacidade